Resenha de Livros

#RESENHA 5 - UM MILHÃO DE FINAIS FELIZES

15:01:00

                                                                                         Capa Livro | Divulgação

Ano: 2018 / Páginas: 352
Autor: Vitor Martins
Editora: Globo Alt

SINOPSE: Jonas não sabe muito bem o que fazer da vida. Entre suas leituras e ideias para livros anotadas em um caderninho de bolso, ele precisa dar conta de seus turnos no Rocket Café e ainda lidar com o conservadorismo de seus pais. Sua mãe alimenta a esperança de que ele volte a frequentar a igreja, e seu pai não faz muito por ele além de trazer problemas.
Mas é quando conhece Arthur, um belo garoto de barba ruiva, que Jonas passa a questionar por quanto tempo conseguirá viver sob as expectativas de seus pais, fingindo ser uma pessoa diferente de quem é de verdade. Buscando conforto em seus amigos (e na sua história sobre dois piratas bonitões que se parecem muito com ele e Arthur), Jonas entenderá o verdadeiro significado de família e amizade, e descobrirá o poder de uma boa história. 
****
Não é novidade que Vitor Martins me cativou com sua escrita leve e profunda, uma leitura gostosa e que te prende do inicio ao fim, amém Vitor! 
Um milhão de finais felizes, é sem dúvida uma viagem de volta ao seu passado, principalmente se você for LGBTI+, tento em vista que ele aborda o assunto de se assumir e de aceitação tanto do seu personagem principal, Jonas, quanto da família. 
A descoberta de Jonas por sentimentos e amores faz com que sua cabeça fique a milhão, querendo pular logo para o final e ver o desfecho, e quando você menos espera, TCHARAM! lá está você chorando e torcendo pela vida de Jonas! 
Não muito diferente, quando me descobri e me aceitei lésbica tive outro problema, de me assumir para família. Como quase em todas famílias, fora um pouco conturbada também. Vi na história de Jonas um pouco da minha, a relação com família e trabalho, o fato de mentir que não estaria de folga só para ficar na rua e não ter que lidar com questionamentos e assuntos petulantes a sua vida dentro de casa. 

Quando se trata de um livro que conta a história de duas pessoas que se apaixonam, logo vem a cabeça um romance heterossexual. A sociedade precisa tirar esse rótulo e enxergar que existem outros tipos de amores. E lendo livros que te tiram dessa formalidade, te remetem a sua vida, as suas experiências. Você se enxerga dentro da história, mesmo sendo um casal homoafetivo de dois garotos. 

O amor de Jonas e Arthur é transcende! É impossível ler cada página sem sorrir. 
Instagram Vitor Martins| Divulgação 


Dar apoio aos escritores de histórias LGBT's é mais que essencial, é um ato político, um ato de resistência por nós mesmo!  

Deixo agora essa dica para que você saia daqui e vá pesquisar livros LGBT's! Em breve eu volto contando a resenha de mais duas histórias, que serão romances lésbicos. 


Até mais amigos, 
 Ingrid Martins. 

Mais textão desse tipo:

0 Comentários