Resenha de Livros

#RESENHA 4 - Quinze dias de Vitor Martins

10:00:00

Capa Livro | Divulgação

Ano: 2017 / Páginas: 208
Autor: Vitor Martins
Editora: Globo Alt

SINOPSE: Felipe está esperando por esse momento desde que as aulas começaram: o início das férias de julho. Finalmente ele vai poder passar alguns dias longe da escola e dos colegas que o maltratam. Mas as coisas fogem um pouco do controle quando sua mãe informa que concordou em hospedar Caio, o vizinho do 57, por longos quinze dias, enquanto os pais dele estão viajando. Felipe entra em desespero porque a) Caio foi sua primeira paixãozinha na infância (e existe uma grande possibilidade dessa paixão não ter passado até hoje) e b) Felipe coleciona uma lista infinita de inseguranças e não tem a menor ideia de como interagir com o vizinho. Os dias que prometiam paz, tranquilidade e maratonas épicas de Netflix acabam trazendo um turbilhão de sentimentos, que obrigarão Felipe a mergulhar em todas as questões mal resolvidas que ele tem consigo mesmo.



A coisa mais legal que aconteceu nesse ano de 2019, que mal começou, inclusive, foi a utilização do Kindle para mudar meu habito a respeito da leitura.

O ano começou com um autor que eu amei, Vitor Martins, e seu primeiro livro Quinze dias.
Quinze dias nada mais é do que os conflitos que todo adolescente apresenta ao longo dessa fase. 
E que fase!


Felipe, um adolescente de 17 anos, gordo e cheio de conflitos, inseguranças e uma vida vazia, sem amigos e apenas sua mãe e sua psicologa Olivia, para ouvi-lo sobre todos os acontecimentos internos que existem.

Lipe, é apaixonado desde pequeno pelo seu vizinho do apto 57, Caio. Caio ao contrário de Felipe, é magro e aparentemente possui uma vida mais ativa, tudo isso com provas diretamente de suas redes sociais, que Felipe vasculha cuidadosamente sem riscos de curtir alguma publicação. 

A ironia dessa história é que o protagonista, Felipe, passa quase todos os dias em um amor completamente platônico por Caio. As férias se aproximam e os pais de Caio foram viajar e adivinhem onde o vizinho do apto 57 irá ficar nesse período de 15 dias longe dos pais?!?! Exatamente! Na casa do Felipe.

O contato entre os dois acabou já tem um tempo, eles se viam sempre na beira da piscina do condomínio, e brincavam até o sol se pôr. Assim que eles foram crescendo, Felipe foi ganhando inseguranças com seu próprio corpo, e com isso parou de frequentar a piscina e automaticamente o contato com Caio acabara também. 


Banner Quinze Dias | Divulgação da Editora

A ida de Caio até sua casa causa grandes reviravoltas internas, e questionamentos que fazem Felipe tomar atitudes que jamais acharia que tomaria. Ele consegue com a ajuda da psicóloga Olívia, conversar com Caio a luz do dia, sem vergonha, com diálogos longos. Ele também consegue se impor diante dos meninos do colégio que praticam bullying com ele. E o mais importante, Felipe começa a se amar, e a tirar da cabeça que ninguém o ama e que ninguém sente nojo da pessoa que ele é.

E se eu contar o resto já vai virar spoiller!! 
Divulgação do autor | Instagram Vitor Martins
Graças a Caio, Lipe ganha amigas, que fazem com ele o que eu quis fazer a história toda, abraçar ele o tempo todo! 

O personagem é um fofo e ao longo da leitura da vontade de pegar ele e dar um abração fooooorte!  

E assim, se você como eu não é muito de ler e quer ganhar esse hábito, eu aconselho começar por Vitor Martins. Mesmo que você já seja loucx por leitura e nunca deu uma chance para Quinze Dias, vá em frente e irá se apaixonar por Felipe e Caio. 


Eu sou Ingrid Martins, e esse é o fim da minha primeira resenha, se você gostou comenta aqui em baixo, compartilha e leia o livro e me conta depois o que achou!

Mais textão desse tipo:

0 Comentários