Cinema e Séries

RESENHA | Não se aceitam devoluções

16:21:00



Direção: André Moraes
Com: Leandro Hassum, Laura Ramos, Zéu Britto
Gênero: Comédia dramática
Data de Lançamento: 31/05
Sinopse: Juca Valente (Leandro Hassum) é dono de um quiosque no litoral de São Paulo e só quer saber de diversão. Eterno namorador, ele detesta grandes responsabilidades e não pensa em ter um relacionamento sério. Mas sua vida toma um rumo totalmente diferente quando uma ex-namorada norte-americana larga um bebê com ele e desaparece. Juca então parte para os Estados Unidos na intenção de devolver a criança, sem nem imaginar que começaria a gostar da ideia de ser pai.


Mais um convite do Taubaté Shopping me levou à uma sessão exclusiva de um filme incrível! "Não se aceitam devoluções" estreia amanhã nos cinemas e é um remake de um filme mexicano conhecido "No Se Aceptan Devoluciones".

Diferente de todos os filmes que já assisti com o Leandro Hassum, esse vai muito além da comédia ao contar uma história de pai e filha totalmente inesperada. Quem assim como eu, estava acostumado em ver o ator em comédias clichês, esse filme vai surpreender porque embora a trama tenha suas sacadas mais humorísticas, ele foge completamente do que estamos acostumados a assistir, principalmente, de produções nacionais. 

Cena do Filme | Divulgação
Quando Juca (Leandro Hassum) recebe a notícia de que tem uma filha com a sua ex namorada norte-americana Brenda (Laura Ramos) e que terá que cuidar dela dali adiante, sua vida muda completamente. Sem enxergar possibilidades de seguir com essa paternidade e em busca de devolver a criança, ele se vê indo embora para Nova York. Acontece que nada sai como o planejado e ele acaba se vendo fazendo de tudo para dar o melhor para ele e para sua filha Emma (Manuela Kfouri), ainda um bebê.

Sete anos se passam, com Juca atuando como dublê de filmes americanos e Emma estudando e o acompanhando suas gravações no set, enquanto sonha com o retorno da mãe. Fazendo todas as vontades da menina, Juca é considerado irresponsável, mas não desiste de continuar construindo um mundo de fantasia só pra que sua filha seja feliz todos os dias de sua vida e não perca as esperanças de um dia reencontrar sua mãe. Assim a trama se desenrola, contando a história dessa bonita relação construída à duras penas.

Cena do Filme | Divulgação

Um dos momentos mais intrigantes é quando Brenda retorna à procura da filha e se mostra arrependida. Juca fica desconfiado, mas como pai babão que é, não consegue impedir que a filha viva a felicidade de conhecer sua verdadeira mãe. Sério, ao mesmo tempo que provoca risadas, o filme nos emociona com suas reviravoltas nada clichês.
Cena do Filme | Divulgação
Bem, isso é o máximo que eu posso te contar, porque o resto é spoiler demais e o desfecho é realmente surpreendente! Por isso, vou deixar você conferir na telinha do cinema pra ter mais emoção. hahaha

Resuminho: De modo geral, a produção está incrível, com alguns efeitos especiais bobos, mas com uma história envolvente e emocionante que vale a pena pagar o ingresso pra assistir! Eu não cheguei a assistir a versão mexicana, então falo isso sem comparações, apenas baseada nas minhas impressões como espectadora leiga que sou. 

Aproveita que você leu tudinho até o final, assiste ao trailer e corre pra conferir seu ingresso na Moviecom Cinemas, porque o filme estreia amanhã, no feriado! 




Beijinhos e mais uma vez, valeu aí Taubaté Shopping e Moviecom Cinemas pelo convite!

Você pode gostar também de:

0 Comentários

Imagens e Créditos

A maioria das imagens usadas no blog foram baixadas do https://www.pexels.com/, uma plataforma que disponibiliza fotos licenciados sob a licença Creative Commons Zero (CC0). Isso significa que elas são totalmente gratuitas para serem usadas para qualquer finalidade legal.