Cinema e Séries

Resenha: Perfeita é a mãe!

22:20:00


Pôster: Divulgação
Direção: Jon Lucas, Scott Moore
Com: Mila Kunis, Kristen Bell, Katryn Hahn
Gênero: Comédia
Data de Lançamento: 2016

Sinopse: Amy é mão de dois filhos, um menino e uma menina, tem um bom casamento e uma carreira de sucesso. Embora tenha uma vida, aparentemente, perfeita, ela se cansa do estresse diário e das obrigações da vida materna. Na companhia de outras mães que também vivem a mesma situação, ela vai em busca de sua liberdade.

O filme já começa com um título sugestivo de que é uma comédia que celebra o direito das mulheres enlouquecerem de vez em quando com a maternidade, apontando em algumas cenas, inclusive, que isso é perfeitamente aceitável. Em geral, a culpa cerca a maternidade por todos os lados e há um "machismo" nada invisível que as convencem de que seu prazer agora tem e deve estar em segundo plano. Seguindo, justamente a contramão dessa filosofia, a produção mostra a história de Amy que descobre que seu casamento vai de mal a pior e que tudo o que ela mais desejava era ter férias da própria vida e dos próprios filhos.
De início, se mantiver sua mente fechada, você pode pensar que o filme é um absurdo, afinal que mãe quer se livrar dos filhos? Eu arrisco dizer que, de vez em quando, toda mãe quer se livrar dos filhos. Sabe, tirar um tempo só pra si, dormir 8 horas seguidas, tomar um banho sem ser interrompida e conseguir usar o banheiro na hora que teve vontade. Isso, são só as vontades básicas né, fora que toda mãe ainda tem o coração batendo e com certeza, quer e merece, sair pra espairecer, beber umas e se divertir. E é exatamente essa a mensagem do filme. 

Cena do filme | Divulgação


Amy resolve satisfazer suas próprias vontades e acaba metendo os pés pelas mãos, mas se descobre uma mulher com vários sonhos e desejos ainda por realizar, quebrando todo paradigma de que depois de ser mãe a mulher já se sente completamente realizada. Amy e a dupla de mães que se tornam suas amigas, vão lhe mostrar ao longo de toda produção que é possível sim ser uma boa mãe e ainda viver e lutar por suas vontades e que não há nada de errado em cometer alguns erros, de vez em quando. 

Cenas do filme | Divulgação

"Perfeita é a mãe", é a tradução do título para o português e não poderia ser melhor, afinal de contas, a produção é uma comédia, com algumas cenas bem exageradas, mas que veio para nos lembrar que nenhuma mãe é perfeita e nem tem obrigação de ser. 

Por fim, aconselho a produção para um dia daqueles que você só quer um filme que não te faça pensar demais. Assiste o trailer:



Não esquece de postar seus filmes lá no instagram usando a hashtag #365filmesnaMadrugada pra eu saber como tá sendo seu projeto de 365 filmes em 365 dias, em 2017!


Abracinho!





Você pode gostar também de:

0 Comentários

Imagens e Créditos

A maioria das imagens usadas no blog ou são minhas ou foram baixadas do https://www.pexels.com/, uma plataforma que disponibiliza fotos licenciados sob a licença Creative Commons Zero (CC0). Isso significa que elas são totalmente gratuitas para serem usadas para qualquer finalidade legal.