Cinema e Séries

Resenha: A Arte da Conquista

15:00:00


Pôster de Divulgação



Direção: Gavin Wiesen
Com: Freddie HighmoreEmma RobertsSasha Spielberg mais
Gênero: Romance/ Drama

Data de Lançamento: 2012


Sinopse: George Zinavoy, interpretado pro Freddie Highmore, acredita na solidão do ser humano que vai desde seu nascimento até a sua morte, por isso, para ele, de nada adianta viver de ilusões. Ocupado por esta linha de pensamento, realizar os deveres de casa ou da escola torna-se algo completamente desprezível. No entanto, quando conhece Sally Howe, personagem de Emma Roberts, algo diferente acontece. Com ela, George faz novas amizades e experimentas novos sentimentos que até então eram desconhecidos. No entanto, no desenvolver da trama, os dois conhecem Dustin, Michael Angarano, um artista de sucesso apresentado pelo professor de arte. Essa inesperada relação dá início a um triângulo amoroso cheio de conturbações e desentendimentos.

Vamos lá, desde o último filme eu não andei acertando muito nas escolhas, porque esse filme foi um tanto quanto MUITO CONFUSO pra mim. Embora, de início, pareça com um drama adolescente, a amargura de George é um tanto quanto blasé, fazendo a produção se tornar um pouco apática em seu desenvolvimento. Por acreditar que o ser humano está fadado a morrer sozinho, George vive sem muitas expectativas e despreza tudo o que há ao seu redor, desde sua família até o envolvimento com a escola e os outros alunos, no entanto sua vida escolar está prestes a ser comprometida por esse estilo de vida e ele precisa correr se quiser se formar. (O que de fato, ele não está nem aí, mas está sendo pressionado por sua mãe).
Cena do Filme | Divulgação
Por outro lado, Sally que também vem de uma vida totalmente conturbada, é completamente desprendida de relações, mas encara o mundo de outra forma. Essa semelhança entre eles, os aproxima a ponto de passarem a dividir seus dias em sequências de diálogo de muito bom gosto. No entanto, Sally mantém clara a mensagem de "somos apenas amigos" e George, esconde o fato de desejar algo a mais, um problema que só se agrava com a chegada de um novo amigo, Dustin, apresentado a eles pelo professor de arte. 

Cena do Filme | Divulgação
A relação de George com Sally e com o novo amigo não foge dos clichês e apresenta um inesperado triângulo amoroso. Ambos dividem a angústia da adolescência e os medos sobre não saber o que fazer da vida e a falta de vontade e George, paralelamente, vive a angústia de manter seus sentimentos abafados. Bem, com tooooooda essa história, não foi um dos melhores filmes que já assisti, acho que faltou aquele encantamento "a lá Disney" haha, embora eu tenha me iludido por ter Emma Roberts no elenco,  mas se você é fã de produções mais contidas e com menos fantasia, com certeza é um filme a se incluir na sua listinha.

Cena do Filme | Divulgação


Se você ainda precisa de um empurrãozinho para assistir esse simpático drama adolescente, assiste o trailer e boa maratona de filmes pra você! 


Abracinho!

Mais textão desse tipo:

0 Comentários