Diariozin

#DIARIOZIN 59 - Desculpe o transtorno, estou em transição

21:45:00



Eu sei que pareço estar de bem com a vida o tempo todo e que esse sorriso no meu rosto te confunde quando digo que estou em transição. Mas você precisa entender, a transição que hoje está  na minha cabeça começou no meu coração. Me olhava no espelho e não gostava do que via, nunca estava satisfeita, queria parecer com aquela moça da tv ou aquela filha do vizinho do seu tio, sempre tão linda ela.

Cresci ouvindo regras de como ser ou não ser, o melhor jeito de vestir, a melhor forma de falar, até os nos meus modos eles queriam mandar. Senta direito, fecha essa perna, não mostra a calcinha. Arruma esse cabelo, passa um batom, largada assim não vai a lugar nenhum.

Ouvi de tudo, quis por inúmeras vezes ter nascido homem, achava que as exigências seriam menores. Mas sei lá, nasci mulher, nasci fora dos padrões e das belezas impostas. Nunca me encaixei. Tentei mudar o que podia, alisa o cabelo, encolhe a barriga, arruma a postura e não esquece que você precisa estudar.

Estudei, formei, transformei o que deu, fui me adaptando até não reconhecer mais o meu eu. A transição começou ali, antes mesmo de existir, começou quando não mais me reconheci. O processo inverso veio de dentro, quando as vozes que ditavam regras se calaram e eu só conseguia admirar o que era "diferente". Queria aquele cabelo crespo, a pele morena, não usar sutiã, esquecer os modos e sentar de perna aberta.

Queria ser quem eu sempre fui e a vida, irônica, me transformou em outra. Eu sei que parece confuso pra você, mas eu estou em transição. Passei a ver a beleza que sempre existiu e passei a desejá-la. Me peguei admirando mulheres que eram iguais por fora o que eu era por dentro. Queria na minha cabeça aqueles cachos que reinavam nas delas, queria na minha cabeça a liberdade que elas partilhavam.

Soltei.
Comecei no primeiro passo, a transição começou por dentro. Coração na boca, mete logo essa tesoura, arrancou metade do que eu nunca fui, mas que me acolhei como se fosse. Agradeci ao que ficou pra trás e reuni minhas forças para o que ainda estaria por vir. Entrei em transição.

Cabelo cresce, cabelo enrola, cabelo demora a entender quem nós éramos. Inverti sua natureza e agora preciso ter paciência até que ele, assim como eu, entenda qual o caminho para voltar.

Desculpe o transtorno, estou em transição e, confesso, não desejo parar. Me livrei das regras ditadas pela sociedade, não me comportei como o mundo esperava, cortei o cabelo e agora estou esperando a primavera dos cachos voltar. Enquanto eu espero, divido meus medos e conto um segredo: o mundo é muito melhor com você sem se comparar.

Vem comigo? Te dou a mão, tampo os ouvidos, recuso as ofensas, estou em transição.

Transitando entre o ser ou não ser, descobri que eu amo mesmo é quem sou!



Mais textão desse tipo:

2 Comentários

  1. Pode parar! Você não está em transição, você está em evolução! Porque depois de toooda essa coragem de assumir esse cabelo lindoo de viver que você tem, isso não é mudar, é crescer amiga! Anciosa pra ver como vai ficar toin toin pq acho que vai ficar incrivel! :D
    Bjjjj
    Lets

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AH, sua fofa! Com certeza, ter coragem de romper os padrões impostos e se aceitar, se achando linda como realmente é, é um processo longo, mas muito gratificante. Cada vez mais forte! Obrigada por ler e partilhar! <3 Bjinhosss

      Excluir