Carta aberta a um pai desconhecido

18:18:00



Sabe, eu queria em algum momento ter a oportunidade de esbarrar em você.

É, olhar nos seus olhos, pelo menos para imaginar que esse desconhecido que consta no meu RG, tem uma face. Eu sempre pensei em muitas coisas para te falar, mas eu nunca tive nem sequer a oportunidade de saber qual é o seu nome....

E me estranha pensar que alguém que foi capaz de gerar outra vida, nem sequer se importe em saber onde ela está, como ela está, qual a cor do cabelo dela, qual a cor dos olhos dela.

Mas você não se importa.

Eu queria me esbarrar em você, assim pelo acaso. E quando olhasse nos seus olhos eu saberia que você era o meu pai.

Confira o texto completo aqui:



Inscreva-se no canal!

Mais textão desse tipo:

0 Comentários