Cinema e Séries

#Série: Unbreakable Kimmy

14:58:00



Criado por: Robert Carlock, Tina Fey (2015)
Com: Ellie Kemper, Tituss Burgess, Jane Krakowski
Gênero: Comédia
Status: Em produção
Duração: 22 minutos

Sinopse: Kimmy Schmidt (Ellie Kemper) é uma jovem que, após 15 anos vivendo isolada em um culto, onde crê que o juízo final está próximo, decide que é hora de retomar sua vida e vai viver em Fire Island, Nova York, onde deseja renovar o seu relacionamento com o pai e encontrar um novo lar para começar uma família.

----------------------
Falar de uma série sem dar spoiler é uma tarefa muito difícil, mas eu prometo que vou tentar despertar sua curiosidade sem contar grandes fatos que são o ápice dessa produção da Netflix que, como sempre, arrasou em tudo, desde o roteiro às escolhas dos personagens.

Na escalação de protagonista, um golpe certeiro: Ellie Kemper. A atriz comediante é capaz de incorporar uma personagem excêntrica e, ao mesmo tempo, frágil, na pele de Kimmy Schimidt que está prestes a completar seu trigésimo aniversário quando é liberta de um culto apocalíptico.

Em seus 15 anos de clausura, Kimmy viveu com um fundamentalista e pastor completamente maluco vivido por Jon Hamm, ator que protagonizou a série Mad Men, o que garante um charme especial ao personagem, e suas três “irmãs” de culto, Cindy Pokorny, Gretchen Chalker e a Dona Maria Nuñes.

A mistura de um elenco disfuncional não para por aí e logo nos primeiros episódios é completada por Jane Krakowski, na pele de Jacqueline Voorhes, uma ricaça completamente em crise que contrata Kimmy como babá de seu filho; e por Tituss Burgess, vivendo o personagem gay Titus, que sonha atuar na Brodway, mas trabalha diariamente na Times Square como entregador de panfletos.
Com um time extremamente diversificado, mas com um senso de humor irreverente e com uma ótima sintonia, Ubreakable Kimmy nos leva a uma viagem de descobertas com a personagem que precisa se readaptar às mudanças de seu tempo, ao mesmo que tempo que busca ajudar todos a sua volta a encontrarem seu propósito de vida. Com um humor ácido, a série é preenchida com diálogos inteligentes e monólogos inspirados, de Kimmy tentando se encontrar em um mundo onde precisa aprender a conviver com mais pessoas além das “irmãs toupeiras.

Com um texto ácido e afiado, uma fotografia e uma trilha sonora para lá de animadas, a série não perde para nenhuma outra no quesito originalidade e bom humor. A leveza de Kemper nos envolve a ponto de torcemos, desde o primeiro ao último episódio, para que todos os personagens encontrem seu rumo e possam realizar seus ideais. Afinal, para Kimmy nenhum problema é encarado como dificuldade e a vontade de desistir não faz parte de sua nova vida.
Vale a pena perder algumas horas para conhecer essa série, afinal com episódios curtos e com apenas uma temporada lançada, em um final de semana de maratona você já terminou e vai estar indicando para todo mundo.
Boa maratona

Vem comigo? A primeira série comentada é Unbreakable Kimmy.


Você pode gostar também de:

1 Comentários

Imagens e Créditos

A maioria das imagens usadas no blog ou são minhas ou foram baixadas do https://www.pexels.com/, uma plataforma que disponibiliza fotos licenciados sob a licença Creative Commons Zero (CC0). Isso significa que elas são totalmente gratuitas para serem usadas para qualquer finalidade legal.