Contos e Crônicas

Uma metáfora incosistente

12:30:00

- Ah, talvez a vida seja essa enorme coisa dividida entre hoje estar certo e amanhã errado...

Com essa afirmação começamos a conversar. Ela não sabia bem quem era ou aonde iria chegar, mas sabia bem quantas histórias e amores e sentimentos guardava em seu coração.

- Poxa, é claro que eu não sei o que vou fazer quando pegar o diploma, mas sei lá algo enorme dentro de mim cresce cada dia que me sinto mais próxima de concluir tudo isso.

“Tudo isso” não se referia apenas a faculdade e as noites mal dormidas, “Tudo isso” se referia as enormes metas que ela havia estabelecido a si mesma ao completar 18 anos e que ironia, ela já estava prestes a completar 24.

Foram 24 anos de sentimentos intensos, de verdades ácidas e de muito amor. Aquela menina que se abria a minha frente era mais do que os meus olhos eram capazes de assimilar...

Eu queria abraçá-la de um jeito tão forte, que talvez a esmagaria entre meus braços. Me perguntava onde ela havia conseguido esconder toda aquela vontade de viver para que o mundo não a roubasse...

- Sabe que as vezes eu penso em desistir? – ela interrompeu meus pensamentos.

É claro que eu sabia, mas quis estava curiosa para o que ela queria dizer e então fiz que não com a cabeça a fim de que a resposta chegasse mais rápido.

- É eu penso, mas ai eu olho para o lado ou para trás e lembro quantos ‘sonhadores’ incorrigíveis eu conheci nesses 24 anos e olha só o futuro deles tem sido incrível.

É realmente, eu tinha que concordar, mas os tempos hoje são marcados por tanta maldade que eu não conseguia entender mesmo assim que ela ainda insistisse na ideia de querer salvar o mundo do mal que ele mesmo criou.

- Eu penso em desistir, tenho dias e noites péssimas, meus pais quase não conversam mais comigo e o egoísmo é cada dia maior, mas cara se você tirar uma gota de um oceano ela não significa nada, mas experimenta colocar uma gota a mais em uma dose de remédio para você ver o que acontece..

Eu ri, porque aquela menina acabara de usar a metáfora mais inconsistente do planeta para explicar algo que era tão difícil, mas que do seu jeito pareceu realmente ter sentido.

- Eu posso não ser comum, como todas as gotas de um oceano ou me transformar e me tornar uma gota de um remédio que vai mudar a vida de uma partícula que seja dentro de um ser humano.

Uau, agora sim eu estava surpresa, ela havia ido bem longe com sua metáfora e não é que ela tinha razão?

Vai ver a vida fosse isso mesmo, essa grande coisa dividida entre hoje fazer o bem e amanhã recebê-lo...vai saber, o importante é tentar!

Mais textão desse tipo:

0 Comentários