Contos e Crônicas

Carol, mais uma crônica sem fim.

09:39:00


Já estava amanhecendo e Carol não conseguia se desligar. Ela lembrava de cada detalhe daquele rosto encantador e daquela voz cheia de mistérios. O Sol já estava nascendo quando Carol voltou a sí e percebeu que tudo aquilo, aqueles pensamentos, aquelas vontades, estava tudo fadado ao fracasso e a decepção.

Ela, que estava agora perdida, sabia que não podia se encantar por aquele olhar e que jamais poderia sequer tocar aquela mão e já era hora de 'cair na real'.

Ainda que o impossivel estivesse claro e evidente, algo dentro de seu coração não deixava que ela desistisse daquela loucura,. Tudo bem, que perder a sanidade não é o jeito mais adequado para se resolver as coisas, mas permanecer sonhando sem ao menos ter tentado realizar, isso sim era uma loucura que estava fora de planos.

Afinal, ela não conseguiu se esquecer dos cabelos escuros, do corpo tatuado e daquele encantamento que insistia em acordá-la todos os dias de madrugada.

E assim, como toda espectadora de um romance atrapalhado, eu tentava adivinhar o que faria Carol desistir afinal daquele sonho abstrato?

Antes que eu pudesse imaginar um final feliz, Carol se levantou, lavou o rosto e num gesto junto com a água do rosto, enxugou aqueles desvairos e voltou a dormir.

Você pode gostar também de:

2 Comentários

  1. Uau!

    Ah, passa lá no meu Blog. Mais um eMAIL do Consultório Sentimental foi respondido (:

    http://isaacarolinee.blogspot.com/

    ;* pá tu

    ResponderExcluir
  2. Como vc disse, combina mesmo com a "Moça Indelicada"!
    Muito bom! Preciso voltar a passar por aqui mais vezes...
    Bjus

    ResponderExcluir

Imagens e Créditos

A maioria das imagens usadas no blog foram baixadas do https://www.pexels.com/, uma plataforma que disponibiliza fotos licenciados sob a licença Creative Commons Zero (CC0). Isso significa que elas são totalmente gratuitas para serem usadas para qualquer finalidade legal.